Nesta vídeo aula vou mostrar passo a passo o Processo de Elaboração de Projetos Elétricos Residenciais.

 

Para assistir o video em um tamanho maior, Clique Aqui

 

ELABORANDO UM PROJETO ELÉTRICO RESIDENCIAL


 

1. Definição da área e perímetro de cada cômodo a partir da planta baixa da residência é muito importante para a elaboração do projeto.

 

2. Dimensionamento da iluminação de acordo com a norma NBR - 5410.

 

3. Dimensionamento das tomadas de uso geral (TUG’s) por cômodo, que é estabelecida pela NBR-5410 e também leva em consideração o perímetro calculado.

 

4. Levantamento de necessidade de tomadas de uso específico (TUE’s), que são tomadas para outros equipamentos como fornos, chuveiros, etc.

 

5. Definição de potência elétrica para TUG’s e TUE’s que dependerá de cada cômodo.

 

6. Depois de definida a potência de todos os cômodos, podemos calcular a demanda da instalação, para definir a verdadeira carga que será utilizada.

 

7. Separação de circuitos em função das potências deve ser definida. De acordo com a norma NBR 5410, a instalação deve ser dividida em quantos circuitos forem necessários.

 

8. É preciso definir também as proteções, disjuntores e diferencial residual, que servem para interromper automaticamente a parte elétrica.

 

9. Desenho do diagrama unifilar na planta baixa, desenho que utiliza a simbologia específica de uma instalação elétrica, e indica os pontos de luz, a posição dos eletrodutos, quadros de distribuição, divisão dos circuitos e condutores.

 

10. Lista de material necessária para a instalação residencial. Essa lista deve conter todos os acessórios e materiais que serão usados para fazer a instalação.

 

 

Comentários  

 
+6 #6 José Ignacio 04/01/2017 18:46
Vou dar um conselho. Nos projetos eu levo em conta a posição dos aparelhos, lustres, abat-joures e equipamentos de acordo com o projeto de ambientação ou interiores para locar minhas tomadas e interruptores. Até o quadro de luz eu procuro colocar em local mais próximo de onde tem uma carga grande de tomadas TUEs , fácil acesso e discreto. Na cozinha procuro distribuir mais tomadas nas bancadas de trabalho porque é comum que ao cozinhar se use vários aparelhos como liquidificador, processador, batedeira, cafeteira, faca elétrica e etc. E nos banheiros também sigo o mesmo raciocínio que na cozinha.
Em relação aos materiais não se iludam com marcas pois eu tive loja de Material Elétrico e os condutores da marca CONDUGEL vinha marcado no rolo que tinha 100 m e na realidade não tinha pois a fábrica se baseava pelo peso mínimo que o IMETRO exigia por rolo com isso chegava a ter 90 m. de comprimento. Abraços e estou gostando muito das aulas.
 
 
#5 Valdiney Dionísio 06/10/2016 16:14
cada aula melhor que a outra!!! curso muito bom.
 
 
+1 #4 CLEUTON DE BRITO 29/08/2016 14:17
Oi pessoal, muito cuidado na hora de selecionar o material ! Existe no mercado fabricantes que colocam um cobre de baixa pureza que altera toda a condutividade dos condutores. Desta forma sugiro que usem marcas renomadas ou que venha no fio informações como normas aplicadas, tensão, bitola etc. De preferencia ao classe 5.
 
 
#3 MARCELO SILVA 12/10/2015 11:40
Otimas aulas! Estou retornando ao curso, fiquei sem tempo!
Esta valendo muito a pena o curso!!!
 
 
#2 Paulo Henrique 26/05/2015 12:28
As fases que integram a elaboração de um projeto elétrico residencial, são muito importantes para determinarmos o modo correto de execução das atividades relacionadas ao processo construtivo pela equipe que executará os procedimentos necessários à sua conclusão. Portanto, torna-se obrigatório o uso do conhecimento e aplicação responsável das regras especificadas pela NBR-5410, visando obter uma instalação segura e com qualidade.
 
 
#1 Lucas Cardoso 04/02/2015 16:04
ótima aula!!
 

@ Copyright 2018, EW7. Todos os direitos reservados.