Cálculo da reserva técnica de incêndio - RTI

 

reserva técnica de incêndio

A reserva técnica de incêndio (RTI) deve ser prevista para permitir o primeiro combate durante determinado tempo, após este tempo considera-se que o Corpo de Bombeiros mais próximo atuará no combate, utilizando a rede pública, caminhões-tanque ou fontes naturais.

 

Em muitos municípios costuma-se adotar 20% do volume do consumo diário (CD) para a reserva técnica de incêndio, porém o recomendado para o cálculo do volume de água reservado para o combate a incêndio é seguir as prescrições da norma NBR 13714 ou das normas técnicas vigentes do corpo de bombeiro do estado em questão.

 

A NBR 13714 estabelece a seguinte fórmula para realizarmos o cálculo do volume destinado ao combate ao incêndio: V= Q x t

 

Onde:


V = Volume da reserva técnica de incêndio em litros;

Q = É a vazão em litros por minuto de dois jatos de água do hidrante mais desfavorável hidraulicamente, conforme item 5.3.3 e Tabela 1 da NBR 13.714;

t = É o tempo de 60 minutos para sistemas tipo 1 e 2, e de 30 minutos para sistema tipo 3.

 

Exemplo 1:

 

Vamos calcular a RTI para um prédio comercial varejista.


O primeiro passo é descobrir o tipo de ocupação/uso do edifício, esse prédio tem como ocupação/uso comercial varejista. De posse dessa informação vamos consultar a NBR  13714, precisamos verificar na Tabela D.1 Classificação dos edifícios e aplicabilidade dos sistemas (pág. 23) qual sistema esse edifico se enquadra. Analisando a tabela podemos constatar que o prédio comercial varejista se enquadra no sistema tipo 2, veja abaixo:

 

 

Agora vamos descobrir a vazão constante para sistemas tipo 2, lembrando que o "Q" refere-se a vazão de dois jatos de água do hidrante mais desfavorável hidraulicamente. Para encontrar o "Q" devemos consultar a Tabela 1- Tipos de sistemas da NBR 13714 (pág. 6). Já sabemos que o prédio em questão pertence ao sistema tipo 2, analisando a tabela 1, teremos para edifício cuja o sistema é tipo 2 vazão igual a 300 L/min, veja abaixo:

 

 

Efetuando o cálculo:

 

V = Q x t

V = (300)* + (300)* x 60**

V = 600 x 60

V = 36.000 litros


* Vazão constante que encontramos na Tabela 1 da norma, para sistemas tipo 2, o "Q" refere-se a vazão de dois jatos de água do hidrante mais desfavorável hidraulicamente.
** 60 é o tempo em minutos para sistemas tipo 1 e 2.

 

RESPOSTA: Reserva de incêndio = 36.000 litros.

 

 

Agora é a sua vez de calcular:

 

Calcule a reserva técnica de incêndio para um edifício residencial de 10 pavimentos, 2 apartamentos por pavimento, 2 quartos por apartamento e 1 dependência de empregada.

 

RESPOSTA: Reserva de incêndio = POST SUA RESPOSTA NOS COMENTÁRIOS.

 

OBS: Realizando o calculo da reserva de incêndio seguindo as orientações da NBR 13714, a quantidade de apartamentos ou pavimentos do edifício não influenciará no resultado, pois para o cálculo utilizamos apenas a classificação da edificação (comercial, residencial...).

 

Cada instalação possui suas particularidades, portanto, ao estabelecer um determinado dimensionamento ou escolha, é necessário considerar estas particularidades, bem como, adequar-se aos preceitos das normas. Há estados que possui o seu próprio conjunto de regras para cálculo da reserva técnica de incêndio - RTI, sendo assim o projetista precisa consultar as normas técnicas vigentes do corpo de bombeiro do estado em questão.

 

E como nós nos importamos com a sua opinião, queremos saber se você tem alguma dica de cálculo da RTI para compartilhar com a gente ou se gostou do artigo de hoje.

 

Não esqueça de deixar seu comentário abaixo!

 

Até o próximo!



Comentários

@ Copyright 2018, EW7. Todos os direitos reservados.